Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Ansiedade canina existe?

Já está mais do que comprovado que os animais também tem emoções e sentimentos, sejam eles bons ou ruins. Tais sentimentos podem ser responsáveis por mudanças de comportamento, como a ansiedade canina, que pode surgir devido a diferentes fatores, como traumas do passado ou até mesmo falta de atividades.

Ansiedade canina: tutora abraçando seu cão com muito carinho.

Além de afetar o comportamento do cachorro, a ansiedade canina pode prejudicar a saúde, uma vez que diminui a imunidade do organismo.

Por isso, é importante conhecer alguns sintomas e comportamentos, além de formas de prevenir e ajudar o seu pet.

Causas da ansiedade canina

Não existe apenas um fator que pode desencadear ansiedade no seu pet, ela pode ser decorrente de traumas passados ou acontecimentos recentes.

O medo do abandono e de ficar sozinho, por exemplo, é um dos motivos mais comuns. Ele pode surgir em cães que foram abandonados anteriormente ou que passam muito tempo sozinhos, longe dos tutores.

A falta de exercícios e atividades também é uma causa. Os cães precisam gastar energia, assim como os humanos. Quando eles não tem estímulos, podem ficar entediados e ansiosos. Disto, podem surgir comportamentos como morder os móveis da casa e destruir objetos, entre outros.

Outra causa, e esta é bem conhecida, são os barulhos excessivos. Quem tem cachorro em casa sabe que, em épocas de comemorações, os fogos de artifício deixam os pets extremamente nervosos. Isso pode ser um gatilho para a ansiedade, despertando comportamentos destrutivos. Chuvas fortes com raios e trovões também podem despertar esses sentimentos.

Mas, afinal, como a ansiedade se manifesta?

Sintomas da ansiedade canina

Cada cão pode demonstrar a ansiedade de uma forma diferente, nem todos manifestarão os mesmos sintomas. Mas, mesmo que você note apenas um deles, é importante cuidar do pet para que não evolua e se agrave.

Confira os principais sintomas da ansiedade canina:

  • Se lamber excessivamente;
  • Tornar-se hiperativo;
  • Ficar agressivo;
  • Perder ou ganhar peso rapidamente;
  • Falta de apetite;
  • Fazer xixi ou cocô fora do lugar habitual;
  • Destruir móveis e objetos.

Estes são os sintomas mais comuns e pode ser que seu cão apresente a maioria ou apenas um deles. Ao notar as mudanças de comportamento, procure um especialista em comportamento canino para indicar qual a melhor forma de ajudar seu cãozinho.

Felizmente, existem diversas coisas que você pode fazer para ajudar o pet e algumas dicas também se você está pensando em introduzir um novo membro na família, tornando o ambiente o mais propício possível para ele desde o começo.

Como tratar a ansiedade canina

O ideal é você procurar uma pessoa especialista em comportamento canino para te ajudar, mas também existem alguns hábitos que podem ajudar o seu pet.

Ansiedade canina: cachorro na grama com um brinquedo na boca.

O primeiro deles é estabelecer uma rotina. Tenha horários bem definidos para passear (sempre lembrando de sair nos horários de menos sol para não queimar as patinhas do pet), para dar comida, para dormir e até mesmo para brincar. Assim, seu cachorro estará preparado e saberá o que esperar.

Ter um momento de brincadeira é importante. Além de ajudá-lo a gastar energia e se divertir, é um bom momento para vocês criarem e estreitarem um laço de afeto. E quem tem cães sabe o quanto é grande este afeto dos pets!

Os passeios também são ótimos para gastar essa energia extra e ajudar os pets a desenvolverem os sentidos com os quais eles conhecem e experimentam o mundo. Dedique este tempo a ele, vale a pena.

Se você fica muito tempo fora de casa, considere levar seu pet ao daycare, ou creche de cães, algumas vezes na semana. Assim, ele socializa com outros animais, brinca e se sente menos sozinho.

Você também pode acostumar o pet aos poucos a ficar sozinho. Comece saindo por 10 minutos e vá aumentando este tempo, para que ele entenda que não será abandonado e você sempre voltará para casa.

Quando sair, deixe brinquedos e distrações pra ele interagir, assim você previne um ataque aos móveis da casa.

Evite despedidas longas e tristes, pois eles também percebem suas emoções, e verão que este momento não é bom para você, tornando a separação ainda mais difícil.

Da mesma forma, evite comemoração excessiva ao chegar em casa. Deixe o carinho e as brincadeiras para outros momentos, demonstrando que o sair e o chegar em casa são situações corriqueiras.

Dependendo do nível de ansiedade e sofrimento do cão, pode ser que o especialista te indique um tratamento com florais, para que ele fique mais tranquilo.

Cuidar da saúde emocional do seu cãozinho é importante, uma vez que a ansiedade canina afeta muito mais do que apenas as emoções. Conte com ajuda profissional para que o melhor seja feito para seu pet.

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Categorias de assuntos



RAÇAS CANINAS
Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites