Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Bigode de gato e seus superpoderes

“Respeita o moço! Patente alta, dá aula, bigode grosso”. O hit do carnaval de 2014 dá ideia do quanto o bigode é capaz de causar impacto no visual dos homens, e se para eles a ideia é dar um up no visual, para os bichanos a coisa é bem diferente. Respeite o bigode de gato, porque ele é uma das partes mais importantes do corpo dos pets!

Bigode de gato: veterinário fazendo ultrasonografia no cachorro.

Diferente do bigode estiloso dos jovens hipsters, os fiozinhos dos gatos são os grandes responsáveis pelas habilidades sensoriais e sentidos aguçados da espécie. Sem eles, os bichinhos perdem a noção espacial e podem sofrer de uma série de problemas, desde irritabilidade até acidentes domésticos.

Entenda a importância do bigode de gato e porque você deve prestar mais atenção à vibrissa - como esse conjunto de pelos é conhecido cientificamente.

Por dentro do bigode de gato

Entre os mamíferos, as vibrissas são prolongamentos de pelos que transmitem vibrações aos órgãos sensoriais na base, chamados de bigodes, mas também encontrados acima dos olhos, no queixo e até atrás das patas dianteiras.

Esses fios medem mais ou menos o mesmo comprimento da parte mais larga do corpo do felino e têm função mecanorreceptora, ou seja, são receptores sensoriais que respondem à estímulos e pressão.

Localizados na hipoderme, uma região mais profunda da pele e rodeada de nervos que enviam informações ao cérebro, os pelos são muito sensíveis, flexíveis e grossos. A maioria dos gatos têm 24 pelos, sendo 12 de cada lado.

Para que serve o bigode de gato?

Todos esses detalhes servem para entender a importância do bigode de gato, um órgão tátil que ajuda no equilíbrio, medição de espaço, avaliação do ambiente e detecção de perigos graças às vibrações sentidas nos pelos.

Até mesmo o humor do pet pode ser avaliado pelo bigode, que fica para trás quando está na defensiva e relaxado quando está empolgado.

É por isso que os felinos contam com habilidades sensoriais tão incríveis e extremamente úteis, já que esses animais possuem hábitos noturnos e adoram se enfiar em locais e aventuras potencialmente perigosas.

As principais funções do bigode de gato incluem:

  • Captação de estímulos a menos de 30 centímetros de distância;
  • Prevenção contra obstáculos, como árvores, paredes e móveis da casa;
  • Medição do espaço, o que lhes permite passar por locais estreitos e entrar em lugares pequenos;
  • Manutenção do equilíbrio, o que, junto da cauda, permite que o gato caminhe de maneira elegante;
  • Auxílio na caça graças à orientação do vento.

A vibrissas acima dos olhos também servem para proteger os olhos, uma vez que permitem que o pet pisque caso sinta algo próximo. Pode-se dizer, portanto, que o bigode e as vibrissas em geral são como as antenas que deixam o gato tão esquivo.

Obesidade e corte do bigode

Os fios do bigode correspondem à parte mais larga do corpo - no caso, o quadril. Quando o gato está acima do peso suas medidas crescem, mas os fios do bigode não, o que faz com que sua noção espacial seja prejudicada.

Bigode de gato: veterinário atendendo um cachorro.

É por isso que vemos gatos obesos tentando entrar em espaços que claramente não lhes servem. Cuidar da alimentação e praticar exercícios físicos ajuda a combater a obesidade e mantém seu pet a salvo.

As noções táteis do felino também são prejudicadas quando o bigode é cortado, um erro comum entre tutores inexperientes ou que pode acontecer por acidente. Nesses casos, o pet fica desorientado e frustrado, podendo se desequilibrar e se machucar em quedas, além de não ter mais uma noção apurada do perigo.

A boa notícia é que os pelos do bigode voltam a crescer, mas nem por isso devem ser cortados. Se isso acontecer, mantenha seu bichinho dentro de casa e fique de olho para evitar que se meta em enrascadas.

Cuidados com o bigode de gato

O bigode não é uma área que deve receber carinho, pois é muito sensível e pode gerar incômodo, além de facilitar a queda dos fios. Os potes de comida e de água devem ser rasos e largos, pois diminuem o contato com essa região tão delicada.

Assim como qualquer pêlo, é comum que os fios do bigode caiam durante o período de troca, mas se perceber uma queda excessiva ou que o bigode está quebradiço e fraco, leve o pet ao veterinário. O problema pode indicar desde má nutrição até estresse e doenças mais graves.

Atenção ao bigode do seu felino é atenção com todo o organismo dele!

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites