Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Cachorro com otite? Saiba identificar e tratar

A dor de ouvido, seja ela provocada por fungos, vírus ou bactérias, não é uma exclusividade dos seres humanos: infelizmente é comum encontrar casos de cachorro com otite, uma das doenças mais incômodas para os nossos amigos de quatro patas, que não podem se comunicar como nós e explicar exatamente o que estão sentindo.

Assim como a dor de ouvido em humanos, a otite em cães tem diversas causas e até mesmo os sintomas são semelhantes. No entanto, algumas raças apresentam mais predisposição ao problema e precisam de cuidados extras para que a doença não se torne crônica e mais grave.

Como identificar cachorro com otite

A otite canina é uma inflamação no canal auditivo que gera sintomas bem característicos - principalmente a produção excessiva de secreção amarelada com cheiro forte, coceira intensa, surgimento de feridas, vermelhidão, inchaço e muita dor.

Cachorro com otite: veterinário avaliando um cão.

O pet com otite também pode passar por mudanças no comportamento, como chorar ao coçar o ouvido, balançar a cabeça de um lado para outro, deixar de se alimentar e ficar apático e desanimado. Em casos mais graves, o animal pode chegar até a perda de audição.

Os cães demonstram mais propensão a sofrer com otite por terem o canal auricular comprido e fechado, facilitando a proliferação de ácaros, fungos e bactérias devido à umidade do local.

Causas da otite em cães

O tratamento varia de acordo com a causa da otite canina, sendo importante levar o cão ao veterinário assim que constatar os primeiros sintomas. Entre os principais fatores que podem levar à doença estão:

  • Infecção bacteriana, que provoca secreção com pus e deve ser tratada com antibióticos e medicamentos tópicos;
  • Fungos, que provocam secreção de cor mais escura e com cheiro levemente adocicado;
  • Parasitas, como carrapatos e ácaros, que se alojam na região por ser úmida e quente;
  • Características da raça, como orelhas grandes e caídas ou no caso de cães que entram com frequência na água, mantendo o ouvido sempre úmido;
  • Produção excessiva de cera, gerando acúmulo e inflamação devido à fermentação.

Em alguns casos, traumas, alergias, questões hormonais e situações específicas (como a presença de um corpo estranho no ouvido) podem deixar o cachorro com dor de ouvido e bastante desconfortável.

Raças mais acometidas pela otite

Todos os cães podem sofrer de otite, mas aqueles com orelhas grandes, caídas e peludas têm uma propensão maior devido às características genéticas da raça:

A atenção deve ser redobrada com essas raças, que podem sofrer de otite crônica caso desenvolvam a doença pelo menos uma vez na vida.

Tratamento da otite

O primeiro passo para tratar o cachorro com otite é identificar a causa do problema para, então, iniciar a medicação, que pode ser via oral, tópica ou injetável.

Cachorro com otite: tutora massageando o ouvido do seu cão.

A isso deve ser associada a limpeza adequada para remoção do excesso de secreção, pois o remédio sozinho não faz efeito.

Aqui na Black White Pet fazemos a limpeza correta durante o tempo estimado pelo veterinário e aplicamos a medicação para que seu pet se recupere o mais rápido possível e com o máximo de conforto.

Como prevenir a otite canina

A doença é chata e muito incômoda, e por isso é importante mudar alguns hábitos para que seu cachorro não fique desconfortável.

A principal tarefa para evitar cachorro com otite é higienizar semanalmente a área dos ouvidos com algodão e loções especiais, encontrados em pets shops.

Evite cotonetes, que podem machucar a região interna ou empurrar a cera para dentro do ouvido, aumentando as chances de infecção.

Para cães de orelhas longas e caídas é recomendado o uso de vasilhas estreitas para água e ração, evitando que o animal se molhe e fique com a região úmida, propensa a infecções.

Já os cães que não conseguem ficar longe da água, como Labradores e Goldens Retrievers, devem usar tampões ou algodões para proteção - inclusive na hora do banho!

A tosa higiênica retira o excesso de pelos, que acumulam sujeira, umidade e parasitas na região da orelha. Cães como o Cocker Spaniel devem ser tosados regularmente, além de escovados para remoção dos pelos mortos.

E se for inevitável molhar as orelhas, enxugue bem e com cuidado para que não fiquem úmidas por muito tempo. Também não deixe de fazer check-ups de rotina para conferir se seu cãozinho está com a saúde em dia!

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites