Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Cachorro não pega coronavírus

A pandemia de Covid-19 deixou o mundo inteiro em alerta e cheio de perguntas que, muitas vezes, ainda não tem respostas, já que a doença é nova e pouco se sabe sobre como surgiu, sua reação no organismo e consequências para a saúde. Entre as principais dúvidas está se o cachorro não pega coronavírus, o que tem dado margem para muitas fakes news e desinformação.

Os tutores podem ficar tranquilos, pois até o momento, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), não há evidência significativa de que animais de estimação possam ser infectados pelo Covid-19 ou transmitir o vírus.

Cachorro não pega coronavírus: veterinário dando remédio para um gatinho.

Isso não significa, no entanto, que os cuidados com os animais podem ser relaxados nesse período de tensão. Saiba quais são as principais recomendações para cuidar dos pets durante a quarentena.

O que é o coronavírus?

Segundo o Ministério da Saúde, coronavírus (CID10) é uma família de vírus que provoca infecções respiratórias desde um resfriado comum a enfermidades mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers).

A maioria dos agentes do coronavírus infecta apenas uma espécie animal ou um número pequeno de espécies proximamente relacionadas, mas alguns agentes, como o Sars-COV, podem infectar pessoas e animais.

O Covid-19 é um agente dessa família que sofreu variações e foi descoberto em 31 de Dezembro de 2019 na China. Ainda não se sabe qual é o reservatório animal que deu origem à essa cepa e nem como ocorreu a mutação genética.

A principal preocupação é a alta taxa de transmissão do Covid-19 pelo contato com secreções contaminadas, como tosse, catarro, saliva, beijo ou até aperto de mão. O Brasil já registra quase 2.000 casos da doença e 34 mortes (informações atualizadas em 24/03/2020, pela manhã).

Cachorro não pega coronavírus

Cachorro pega coronavírus somente de duas espécies da família: o CCoV (entérico canino), que provoca inflamação intestinal e enterite, e o CRCoV (respiratório canino), que provoca tosse e espirro com secreção.

Ambas as doenças não são graves, mas devem ser tratadas o quanto antes para evitar complicações.

O coronavírus pode ser prevenido com vacinação, através da V-8 ou V-10, que não podem ser aplicadas em humanos e não combatem o Covid-19, que é o responsável pela epidemia atual.

Como cuidar de cães e gatos em tempos de coronavírus

O CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) orienta que tutores infectados ou com suspeita de infecção evitem contato com seus pets, pois podem espalhar partículas com vírus na pelagem do animal caso espirrem.

O pelo contaminado pode infectar outra pessoa que tenha contato com o cachorro ou gato.

O pet pode sofrer de ansiedade e tédio durante a quarentena, portanto ofereça brinquedos para que ele se mantenha entretido e faça passeios diários curtos e objetivos nos horários mais tranquilos. Fuja dos locais aglomerados, evite contato com outros animais e pessoas e não compartilhe itens como o pote de água.

Cachorro não pega coronavírus: veterinário com luvas acariciando um gato.

O atendimento à distância é proibido pelo código de ética da profissão, mas neste momento de contenção do vírus é recomendado que a consulta ao veterinário seja agendada e aconteça de forma restrita, individualizada e com somente um responsável.

Caso o animal seja internado, os tutores devem evitar visitas, por mais difícil que seja, pois se estiverem infectados podem propagar a doença.

A frequência de banhos e procedimentos deve ser reduzida para evitar a circulação de pessoas em estabelecimentos de estética animal, e os tutores devem dar preferência para banhos caseiros com os devidos cuidados.

Cuidado com as fake news

O medo da pandemia leva muitas pessoas a disseminar informações falsas, o que pode ser muito perigoso para a saúde. Recentemente circulou uma notícia de que as vacinas V8 e V10, que previnem o coronavírus canino, podem prevenir a infecção por Covid-19.

A informação foi rebatida por especialistas, que reforçaram que coronavírus é uma família de vírus e os agentes causadores da doença canina são completamente distintos do Covid-19.

Outra fake news é a de que cães podem transmitir ou contrair a doença. Além da falta de evidências, a informação pode levar ao abandono de animais, um problema de saúde pública no Brasil há muito tempo, já que cães e gatos de rua são potenciais transmissores de zoonoses como raiva e leishmaniose.

O momento é delicado e pede cuidado, atenção, informações confiáveis e guarda responsável. Cuide dos seus bichinhos como sempre fez e atente-se para evitar a propagação do Covid-19.

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites