Home
 
Empresa
 
Banho e Tosa
 
Creche e Hotel
 
Veterinário
 
Galeria
 
Blog
 
Contato
Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Como aquecer meu cachorro no inverno

Cachorro embaixo de uma mantinha só com a cara para fora

Inverno e Cães: 8 Dicas Importantes Para Cuidar do seu Pet

Quando o inverno bate na porta é difícil não deixar que ele tome conta do nosso espaço e dos nossos hábitos diários. A praia ou um passeio na parque dão lugar para um belo rodízio de sopa e as queridas festas juninas. As blusas mais fresquinhas perdem a vez para os casacos felpudos, aqueles que esperamos o ano todo para usar. A gripe e outras doenças próprias da estação, como rinite, sinusite e resfriados fortes dão as caras. Mas, e os nossos amigos pets? Como o inverno muda a vida deles? É do mesmo jeito que ele muda a nossa? Em partes, sim.

O período mais frio do ano também chega cheio de ciladas para a maioria dos cães, que vão desde problemas respiratórios, passando por perda de apetite e chegando até em artrite, artroses e a temida gripe canina. Mas, não se preocupe, tutor. Este texto traz oito dicas preciosas para você saber cuidar e proteger direitinho o seu pet nesses dias. Vamos conferir?

Dica 1: Pelos? Não se deixe enganar!

Provavelmente você já ouviu alguém conhecido dizer que os cães não sentem frio por causa dos pelos e também por conta da sua camada de gordura. Certo? Só que é um perigo pensar assim, já que nem todos os cães são fartos de pelos ou adaptáveis ao frio, como nós sabemos. Além disso, pelos e a gordura não garantem que o cão ficará bem durante o inverno. Ajudam? Sim. Mas podem não ser suficientes. O ideal é ter uma mantinha ou um cobertor exclusivo para que o pet se envolva e mantenha-se aquecido em dias mais frios. Mas, muito cuidado com o tamanho da manta ou cobertor: dependendo do porte e tamanho do seu cachorro ela pode causar acidentes sem que você nem perceba (durante o sono do cão, por exemplo) quando forem grandes demais, ou não ajudar efetivamente se não cobrirem todo o pet.

Dica 2: Cães não gostam de chuva e ventos fortes.

E mesmo que gostassem nenhum dos dois fenômenos naturais seriam bem-vindos na vida deles. Sabe por quê? Pelo mesmo motivo que um banho de chuva ou uma ventania inesperada também não são na nossa vida: doenças - como pneumonias, gripes, problemas respiratórios, artrites e inflamações. O importante é que o seu cão tenha um lugarzinho em que ele possa se proteger em dias de frio e chuvosos. Se ele já possui uma casinha e não costuma ficar dentro da moradia do tutor, o ideal é encher o espaço de mantas e, se possível, blindar a entrada da friagem com a ajuda de tapumes e compensados, deixando sempre um espaço amplo para que ele possa se locomover, entrando e saindo quando quiser.

E com os cães que ficam dentro da casa dos tutores o cuidado é um pouco mais simples: observar eventuais secreções ao longo da estação, mantê-lo em ambiente livre de umidade e orientá-lo a ficar repousado nos tapetes, evitando o contato direto com o chão frio.

Dica 3: Roupinhas? Depende do pet, viu?

Se estamos falando de um cachorrinho não tão farto de pelos, uma roupinha de lã cai muito bem sim, mas você precisa prestar atenção se a roupa foi bem aceita por ele, levando em consideração aspectos como alergias, incômodos e aflição, pois tem pet que não gosta, mesmo que precise usar. E aí não adianta forçar o cão a usar algo que o deixará triste e agoniado, concorda?

Dica 4: Banho em dias frios? Fique atento

O nosso país tem um inverno que oscila bastante, não é verdade? Sabemos que há dias de frio e dias mais quentes e de Sol. Então, não é para deixar o cachorrinho sujo durante toda a estação e sim escolher esses dias mais acalorados para fazer o banho e tosa do seu pet. Assim você não só evita que ele fique dodói como também garante a secagem completa, o que fica mais difícil se o tempo estiver muito gelado. Para não ter erro, traz ele na Black White Pet que a gente deixa ele limpinho, cheiroso, feliz e beeem sequinho!

Dica 5: Talvez o apetite dele mude. É normal. Ok?

Como o inverno tende a ser uma época mais caseira e calma para os cães, afinal, com dias chuvosos e friorentos o que resta é curtir aquele cobertorzinho ou mantinha que sugerimos lá na primeira dica, eles acabam gastando bem menos energia, mudando um pouco o metabolismo e, consequentemente, o apetite, em alguns casos para mais consumo de alimento e, para outros, uma redução. Mas, vale ficar de olho: também não é normal que o apetite mude radicalmente e ele queira comer excessivamente durante o dia todo, ou então que ele perca totalmente a vontade de se alimentar. Aí o tutor tem que procurar o Tia Eloá para a gente saber o que está acontecendo. Fechado?

Dica 6: Passear no inverno pode, mas nem sempre.

Não está terminantemente proibido passear com o seu doguinho durante o inverno, mas é fundamental evitar passeios em dias frios e com chuva. Além de não ser confortável e agradável, volta à nossa pauta o risco de contrair doenças comuns ao período. Um ótimo conselho é, se puder, preferir horários após as 10h da manhã, que geralmente são mais agradáveis e onde aparece até um Solzinho.

Dica 7: Olho nas vacinas!

O inverno é a estação em que os nossos pets estão mais vulneráveis à pneumonia bacteriana, tipo mais grave e prejudicial à saúde deles. Porém, se você estiver com as vacinas do seu cachorro em dia a chance de ele contrair esta e outras doenças mais evidentes na estação diminui bastante.

A traqueobronquite infecciosa canina, ou a popular tosse dos canis também se torna mais comum no inverno, e sendo uma doença altamente contagiosa, oferecendo mais perigo ainda para cães idosos e filhotinhos, cuidado é relacionado não apenas às vacinas como sobre ambientes com grande concentração de cães.

Dica 8: Escovação pra que te quero!

Com a chegada do frio o cão muda alguns hábitos, e um dos principais é a quantidade de vezes que eles se lambem. E aí, sabe o que acaba acontecendo? Eles engolem os próprios pelos, algo nada bom para o estômago: as bolas de pelos que ficam dentro do animal podem causar enjoos, úlceras e até prisão de ventre, além dos já conhecidos nós e lesões de pele, pois o seu pet dificilmente não vai tentar desfazer esses nós se coçando mais que o normal. Por isso que a escovação deve ser feita, no mínimo, durante três vezes por semana durante o inverno.

O inverno é um vilão para o seu aumigo? Um pouquinho, mas você, tutor, agora está muito mais antenado e sabe bem que tudo é questão de cuidado, observação e atitude: nossos pets contam com a gente nessa missão que é encarar o inverno sem doenças, sofrimentos e preocupações.

Agora, é considerar todas as dicas na rotina diária do pet enquanto o inverno está por aí. Que tal?

E lembre-se de que a Black White Pet também está contigo nessa, não só trazendo as melhores dicas como oferecendo para você o melhor tratamento e serviços especiais e personalizados em dog care e veterinário em Guarulhos.

Nossa paixão por esses lindinhos de quatro patas é intensa e dura o ano todo – igualzinha à sua!

Vamos esperar o inverno passar para s(au)darmos a próxima estação com muita saúde, disposição e alegria! Cãobinadinho assim? ;)


Compartilhe com seus amigos:


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites