Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Saiba identificar a gripe em cães e gatos

Para muitas pessoas, os meses mais frios são sinônimo de baixa imunidade e doenças do trato respiratório, como resfriados, gripes e até pneumonias. O período favorece aglomerações em espaços fechados, o que facilita a transmissão de vírus e bactérias, e a baixa umidade contribui para irritar nariz e garganta.

Saiba identificar a gripe em cães e gatos: veterinário avaliando um cachorro.

A gripe em cães e gatos também é mais frequente nessa época. Apesar de apresentar sintomas muito parecidos com a gripe humana, não é considerada zoonose e deve ser tratada como doença animal - ou seja, com tratamento adequado e visita ao veterinário.

A gripe canina, também chamada de traqueobronquite infecciosa canina ou tosse dos canis, é provocada pela bactéria Bordetella bronchispetica e os vírus da parainfluenza e adenovírus.

Já a gripe felina, também chamada de rinotraqueíte, é provocada pelo herpevírus felino 1 (HVF-1) e calicivírus felino (CVF), ambos altamente contagiosos. Em casos mais raros, a doença pode ser provocada pela bactéria Chamydophila felis.

Sintomas de gripe em cães e gatos

Todo mundo conhece bem os sintomas da gripe, e para os pets eles não são muito diferentes.

Cães podem sofrer com tosse, coriza, apatia, febre, perda de apetite e olhos lacrimejantes, além de apresentar mudanças no comportamento, como irritação, carência e cansaço.

Os gatos, além desses sintomas, apresentam secreções nasais e oculares, que podem evoluir até para uma conjuntivite. O comportamento também muda e eles ficam mais quietinhos e manhosos, sinalizando que não estão bem.

Saiba identificar a gripe em cães e gatos: gato embaixo da coberta com termômetro.

Se perceber que seu pet apresenta qualquer desses sinais, é importante levá-lo o quanto antes ao veterinário. Na maioria dos casos o animal não apresenta todos os sintomas, mas nem por isso deixa de estar desconfortável. Além disso, a demora no diagnóstico pode fazer com que a doença, fácil de tratar a princípio, evolua para um quadro mais grave.

Como ocorre o contágio da gripe em cães e gatos

Os vírus e bactérias são transmitidos por meio do contato com outro animal doente ou com superfícies infectadas, como brinquedos, bebedouros, comedouros e roupinhas. É por isso que a gripe é chamada de “dos canis”, pois é altamente contagiosa e muito comum em espaços em que há aglomeração de cães e gatos.

Isso não significa que cães e gatos que pouco saem ou que morem em casas sem outro animal estão livres de ser infectados.

Um simples passeio por parques, áreas de recreação, creches e hotéis pode levar à transmissão caso um animal infectado tenha passado por lá.

Em tempos de pandemia de Covid-19, é bom lembrar que qualquer saidinha é uma exposição, então, sempre que voltar do passeio com o pet, limpe as patinhas, higienize a coleira e a guia e coloque as roupinhas para lavar. Deixe sapatos e calça usada no passeio do lado de fora, em um local onde o cão não tenha acesso.

Épocas mais frias e chuvosas favorecem a transmissão da gripe em cães e gatos, mas filhotes, idosos e pets com doenças crônicas devem tomar cuidado durante o ano todo, pois possuem imunidade mais baixa.

Como tratar a gripe em cães e gatos

O veterinário pode solicitar exames físicos e laboratoriais e, após diagnóstico, indicar anti inflamatórios e antibióticos apropriados. No geral, os sintomas desaparecem entre 10 e 15 dias após o início da infecção.

Nunca medique o pet por conta própria, principalmente com remédios usados para tratar a gripe em humanos, que podem ser tóxicos e até piorar o quadro do animal. Durante o tratamento, ofereça água fresca e ração de qualidade para que seu bichinho se recupere mais rápido, além de mantê-lo quentinho e confortável. Roupinhas são indicadas, se seu pet se sentir bem usando-as.

Prevenção da gripe em cães e gatos

Além dos cuidados básicos, que ajudam a manter a imunidade do pet, como boa alimentação, cuidados veterinários, atenção, carinho e exercícios físicos, a vacinação é importantíssima para prevenir a gripe em cães e gatos.

Saiba identificar a gripe em cães e gatos: veterinários examinando um cachorro.

A vacina para gripe canina é indicada para filhotes a partir de dois meses de idade. A intranasal precisa de reforço anual, enquanto a subcutânea é aplicada duas vezes, com intervalo de 30 dias e reforço anual.

Já a vacina para rinotraqueíte felina faz parte da vacina polivalente, conhecida como V3, v4 ou V5, aplicada a partir de três meses de idade em duas doses, com intervalo de 30 dias e reforço anual.

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites