Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

O que nunca fazer com um cachorro

Cães são afetuosos, inteligentes e sociáveis, considerados os melhores amigos do homem. Eles adoram receber seus tutores com lambeijos, pedir carinho, fazer companhia e aprontar bastante, mas também tem suas necessidades e não gostam de certas atitudes.

Isso significa que nem tudo que você faz vai agradar seu cachorro, e pior, algumas coisas são realmente muito ruins para seu desenvolvimento físico, cognitivo e emocional. Saiba o que nunca fazer com um cachorro para garantir que seu amigo peludo cresça num ambiente saudável e cheio de amor!

O que nunca fazer com um cachorro: tutor dando doces para seu pet.

Entendendo seu pet: o que nunca fazer com um cachorro

Antes de entender o que nunca fazer com um cachorro é preciso saber se você está preparado para ter um.

Afinal, esses pets exigem responsabilidade, tempo, atenção e dinheiro. É preciso pensar a longo prazo. A ideia de ter um companheiro é atrativa, mas se você não puder suprir suas necessidades básicas, é melhor deixar para outro momento.

Se decidir que está preparado, nunca compre ou adote sem saber a personalidade e peculiaridades do animal com antecedência. Informe-se sobre possíveis doenças, maus hábitos, temperamento, manias, necessidade de exercícios e alimentação diária para avaliar se terá condições de oferecer o mínimo que ele precisa para ser feliz.

Entender seu pet é o melhor caminho para aprimorar a comunicação e as trocas. Cada um tem seu jeitinho particular, mas os seguintes pontos não são indicados para nenhum cachorro, pois podem ter consequências bem ruins para ele e para você.

1. Deixar de impor regras e limites

Determinar o que seu cachorro pode ou não fazer não é sinônimo de tirania ou de falta de carinho - pelo contrário, é sinal de que você o ama e espera que ele possa conviver em paz com outros animais e pessoas.

O que nunca fazer com um cachorro: deixar de impor limites.

A falta de regras e limites leva a problemas comportamentais, como a dificuldade de dividir e a possessividade, o que pode prejudicar a relação com o pet e, em casos extremos, levar a maus tratos e até abandono.

Regras como determinar até onde ele pode ir dentro da casa e não permitir que ele durma na cama com você ajudam o cão a entender que deve te respeitar. Treinamento e adestramento são ótimas opções, principalmente para os mais teimosos, e ajudam no desenvolvimento físico, cognitivo, emocional e social.

2. Aplicar punições severas

É normal dar uma bronca quando seu pet faz algo de errado, como derrubar a terra do vaso, mas em nenhuma hipótese é aceitável gritar, confinar e bater nele como punição pelo mau comportamento.

O que nunca fazer com um cachorro: tutora chamando a atenção do seu pet.

Além de nada educativo, punições severas expõem o animal a emoções negativas, como medo e ansiedade, que geram estresse e uma postura defensiva. Com o tempo, seu cão pode passar a te ver como ameaça e se tornar agressivo para evitar os castigos.

O reforço positivo é sempre a melhor opção. Com essa técnica, ao invés de punir pelo mau comportamento, você condiciona o pet a adotar a postura que você deseja recompensando-o pelas boas atitudes.

3. Não levar o cão para passear

Diferente dos gatos, cães tem necessidade de conhecer lugares diferentes, interagir com outros cheiros, texturas, pessoas e animais, descarregando energia e combatendo o sedentarismo e a obesidade canina.

Mesmo que sua casa tenha muito espaço e diversas opções de entretenimento é importante colocar o cachorro em contato com novidades. Além de auxiliar no desenvolvimento físico e mental, levar o cão para passear combate o tédio e o ajuda a relaxar.

4. Oferecer alimentos inapropriados porque ele “pediu”

Se tem algo que você nunca pode fazer com um cachorro é ceder aos olhinhos tristes que pedem por um pedaço da sua comida.

O metabolismo deles é diferente do dos seres humanos e alguns alimentos são bastante tóxicos, podendo levá-los a diarreias, vômitos, convulsões e até consequências irreversíveis.

Doces são proibidos, principalmente o chocolate, que contém teobromina, uma substância que provoca intoxicação nos cães. Comidas gordurosas, como pizzas e lanches, bebidas alcóolicas, massas, temperos (principalmente alho, cebola e pimenta) e até algumas frutas, como uvas, também não são indicados.

5. Não dar atenção

O cachorro sente sua falta muito mais do que você imagina, e se você o deixa de lado depois de chegar do trabalho, por falta de paciência ou cansaço, saiba que isso também configura abandono.

O que nunca fazer com um cachorro: tutora acariciando seu pet.

A falta de atenção e carinho do tutor faz com que o animal se sinta rejeitado e indesejado, levando à depressão, ansiedade e tédio.

Não deixe de dedicar um tempinho diário de atividades com seu pet, como brincar de buscar bolinha, fazer uma caminhada ou simplesmente ver TV juntos. Se a correria não permitir, contrate um pet sitter ou leve-o a uma creche para cães, na qual ele poderá interagir com outros animais e estar sempre acompanhado.

6. Ignorar suas limitações

Alguns cães tem medo do escuro, enquanto outros sofrem quando ouvem barulho de fogos de artifício. Alguns têm pavor de água, e outros não suportam o ventilador soprando em suas faces.

Se você sabe que seu cão tem certas fobias e não gosta de algumas atitudes não o exponha a essas situações, que vão lhe provocar estresse e chateá-lo. Respeite as limitações e não o deixe desconfortável.

7. Desrespeitar as liberdades básicas

As liberdades do animal são formas de garantir seu bem-estar e incluem 5 aspectos que influenciam diretamente na qualidade de vida. São elas:

  • Liberdade de sede, fome e má-nutrição;
  • Liberdade de dor e doença;
  • Liberdade de desconforto;
  • Liberdade para expressar o comportamento natural da espécie;
  • Liberdade de medo e de estresse.

Destacamos principalmente a liberdade do comportamento natural, pois é cada vez mais comum encontrar tutores que buscam humanizar seus cães e privá-los de hábitos normais, como lamber seu rosto, morder seus sapatos e caçar pequenos animais.

Impedir o animal de manifestar seus comportamentos naturais traz frustração, tédio e ansiedade.

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites