Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Saiba tudo sobre a Panleucopenia Felina

Doença de nome difícil de pronunciar e desconhecida por boa parte dos tutores, a panleucopenia felina é um dos problemas mais graves que podem atingir gatos domésticos e selvagens, com sintomas que evoluem rapidamente e consequências fatais em caso de falta de tratamento.

A falta de vacinação é o principal motivo que leva à infecção e por isso é essencial se atentar ao calendário de vacinas do pet. Saiba como a doença é transmitida e o que você pode fazer para proteger seu gatinho.

O que é panleucopenia felina?

A panleucopenia felina é uma doença infecciosa provocada pelo parvovírus felino, um vírus poderoso e resistente, capaz de se manter em um ambiente por até um ano de forma infectável.

Panleucopenia Felina: veterinário avaliando um gato no consultório.

Também conhecida como agranulocitose infecciosa, seu nome remete ao principal agravante provocado pelo vírus: a leucopenia, uma diminuição da taxa de leucócitos (glóbulos brancos) abaixo do limite inferior da normalidade, derrubando as defesas do organismo.

Como a doença é transmitida

A panleucopenia felina é transmitida de um gato infectado para outro.

Felinos doentes eliminam o vírus, que pode permanecer no ambiente por meses e atingir outros gatos que entrarem em contato com objetos e secreções contaminadas.

Infelizmente é uma doença comum em abrigos, pois o aglomerado de gatos facilita a propagação do vírus, principalmente entre os felinos de até um ano de idade, já que o sistema imunológico é mais fraco e ainda não foram vacinados.

Gatas gestantes contaminadas também podem transmitir o vírus para os filhotes, que costumam sofrer alterações no sistema nervoso central e ter problemas com a coordenação motora ao longo de toda a vida.

Sintomas da panleucopenia felina

O vírus se instala nos linfonodos regionais cervicais, que fazem parte do sistema imunológico e atingem a circulação sanguínea em busca das células com maior capacidade de multiplicação, como medula óssea.

Após a contaminação, a doença demora de 5 a 7 dias para se manifestar em forma de febre, apatia, vômito, diarreia, falta de apetite, desidratação e sensibilidade abdominal. As fezes também podem conter sangue.

A doença evolui rápido, portanto, é essencial levar seu bichinho ao veterinário assim que notar os primeiros sintomas. Na maioria dos casos, é necessário internação para evitar que os glóbulos brancos caiam ainda mais.

Panleucopenia felina é fatal?

Se não for tratada a tempo, sim. Dependendo da imunidade do pet, inclusive, o tratamento não é garantido, pois a doença evolui muito rápido e o vírus é resistente. Por isso é tão importante consultar o veterinário caso note qualquer sintoma.

Panleucopenia Felina: veterinário com luvas acariciando um gato.

Tratamento da panleucopenia felina

Assim que o animal for levado ao veterinário, será necessária uma série de exames para comprovação da doença, sendo o hemograma um dos mais importantes para avaliação da taxa de glóbulos brancos.

Feito o diagnóstico, o médico veterinário indicará o melhor tratamento para cada caso. Geralmente são recomendados internação imediata, antibióticos, reposição de fluídos para combater a desidratação e uma dieta equilibrada.

Não se deve aplicar nenhuma medicação por conta, pois pode prejudicar ainda mais o estado de saúde do felino.

Como prevenir a panleucopenia felina

A melhor forma de prevenção da doença, principalmente para gatos que vivem em abrigos ou para tutores que cuidam de mais de um bichano, é a vacinação, que é muito eficiente.

A tríplice felina, conhecida como V3, previne contra panleucopenia felina, calicivirose e rinotraqueíte, doenças também facilmente transmissíveis em abrigos e aglomerados de gatos.

A quádrupla felina, conhecida como V4, inclui ainda a clamidiose, e a quíntupla, conhecida como V5, inclui a leucemia felina.

As aplicações devem ser feitas a partir de 8 semanas de vida e, após segunda dose, o pet deve receber ainda a antirrábica.

É importante frisar que gatos contaminados que sobrevivem à doença podem eliminar os vírus pelas fezes por até 5 meses, portanto é importante que seus objetos sejam mantidos separados dos de outros animais e eles fiquem em ambiente distante dos demais para evitar contágio direto.

O vírus da panleucopenia felina é resistente a muitos desinfetantes comuns, portanto pergunte ao veterinário ou a um profissional qualificado de um pet shop quais produtos são indicados para descontaminar o ambiente.

Provavelmente só água sanitária e álcool não serão eficazes. Não deixe seu bichinho ter contato com outros gatos enquanto não completar o calendário de vacinas. Lembre-se que a doença é potencialmente fatal, então não dê sorte para o azar, certo?

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites