Home
 
Empresa
 
Banho e Tosa
 
Creche e Hotel
 
Veterinário
 
Galeria
 
Blog
 
Contato
Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Raças de cachorro - Labrador

Série: Qual é a sua?

Raças Caninas - Labrador

O termo companheiro não poderia encontrar morada melhor do que na raça labrador. Originalmente chamada de Labrador Retriever, é extremamente fiel, excelente de faro e tem energia de sobra. E por falar em energia, isso é algo que precisa ser muito bem trabalhado nesta raça tão adorável. Por uma certa semelhança física, acaba sendo confundido com a raça Golden Retriever. Sua inteligência acima da média facilita a capacidade para lidar com treinamentos de forma muito rápida – o que favorece o seu trabalho em meios militares.

Muito além de um companheiro do dia a dia, esta raça tem muito a nos ensinar sobre lealdade, confiança, coragem e afins. Vamos descobrir agora mesmo como a relação de amor entre tutor e cão é tão bem traduzida pelo labrador?

Labrador

Labrador lindo olhando para o seu tutor em um gramado muito verde

O Labrador é considerado uma das raças mais protetoras, com extrema habilidade para a realização de trabalhos mais delicados e que requerem atenção minuciosa, tais como guia para deficientes visuais e serviço de faro nas polícias mundo afora. Com personalidade dócil e muito carinhosa, não é de latir muito, o que facilita a convivência com crianças, inclusive.

Atencioso e cheio de energia é um diferencial para a prática do adestramento. Até por volta dos três anos de idade os labradores são bastante agitados, por isso recomenda-se a prática de atividade física desde cedo – em especial a natação. Se tem uma raça que adora água é o Labrador.

É uma raça muito sociável e protetora, pularia na água para um salvamento sem pensar duas vezes. Não veremos no labrador um perfil agressivo ou nervoso, o que torna sua interação e sociabilidade algo muito positivo. Podemos encontrar o Labrador essencialmente em três cores: Amarelos, Chocolate e preto.

Sua história é cheia de detalhes preciosos e quase se perdeu com a extinção da raça em sua terra natal. Descubra a seguir.

Origem

A história nos conta que os primeiros labradores surgiram na província de Terra Nova e Labrador, uma ilha localizada ao noroeste do Oceano Atlântico na costa do Canadá. O nosso amicão é descendente direto da raça Terra-nova, que tinha diferentes tamanhos. O menor deles, Cão de Saint John, teria sido o mais próximo com o que conhecemos do labrador atual. Eram cães pretos, de tamanho médio que não somente buscavam a caça, mas também peixes e realizavam outras atividades aquáticas. A história diverge um pouco de como a raça Terra-nova tenha chegado ao continente. Estima-se que possa ter sido levado pelos portugueses, pelos bascos até mesmo pelos exploradores escandinavos.

Mas tão importante quanto a origem do labrador foi a sua sobrevivência. Por volta de 1.800, um grupo de labradores foi levado à Inglaterra por conta dos impostos pesados, que eram cobrados sobre cães. Essa decisão foi determinante para a sobrevivência da raça, que acabou desaparecendo em sua terra natal e, a partir do cruzamento com outros cães do tipo Retriever, ressurgiu.

No Brasil a raça está classificada no grupo 08 da Confederação Brasileira de Cinofilia - CBKC, em que se enquadram Retrievers, Levantadores e Cães d’água. Na classificação norte americana, o nosso amigo canino está no grupo dos esportistas pela AKC – American Kennel Club, que é um dos maiores clubes de registro genealógico de cães de raça pura do mundo, sendo o recordista com mais de 123 mil registros.

Temperamento e personalidade

O Labrador faz parte de um seleto grupo que merece muito a reputação que lhe precede. Com inteligência acima da média, é muito astuto, obediente, doce e muito brincalhão – mas também extremamente responsável quando o assunto for tarefas mais sérias. Esta raça pode ter um comportamento incrível dentro de casa e no mesmo dia gastar toda sua energia no campo, se divertindo ou trabalhando.

É obediente, o que facilita totalmente o processo de adestramento. Mas, lembre-se: NUNCA seja rude com o Labrador – E NEM COM ANIMAL ALGUM. Por sua inteligência aguçada capta os comandos com certa facilidade, basta passá-los de forma clara e objetiva. Outro ponto de destaque neste processo é a regularidade nos exercícios; quanto maior, mais rápido o cãozinho aprenderá a controlar os impulsos, o que facilita – e muito – a socialização com outras raças e outras pessoas.

Os labradores geralmente latem pouco e nunca são agressivos, o que colabora para a parceria com crianças, o trato com desconhecidos, amizade com outros cães e a ótima amizade com outros animais. Apesar de se comportarem com delicadeza, algo ideal para um ambiente familiar, é imprescindível que a relação com crianças seja sempre vigiada de perto por um adulto. Ainda que possuam um temperamento dócil e pacífico, labradores – assim como os demais animais – também se assustam e, às vezes, se defendem. Sem pânico, mas quando falamos de criança todo cuidado se faz valer.

A história prova a lealdade do querido labrador. No início, ajudou muito o homem na terra como trabalhador rural, caçador e até mesmo pescador. Atualmente é muito utilizado como cão-guia para deficientes visuais, salvamentos e resgates em águas e montanhas. É o número um em serviços policiais - sendo usado para encontrar drogas, armas e explosivos. Outro ponto de destaque quando o assunto é trabalho está no serviço realizado em Terapia Assistida por Animais, popularmente conhecida como Pet Terapia. Bacana, não?

Descrição e aparência da raça labrador

Fisicamente, os machos podem ter entre 57 e 62 cm de altura e pesar de 29 a 36 kg, enquanto as fêmeas podem ter 54 a 60 cm de altura e pesar de 25 a 31 kg. Sua pelagem é grossa, impermeável e um pouco oleosa, o que o mantém aquecido e ajuda a se secar e flutuar.

Forte e muito ativo, é um excelente nadador e possui membrana interdigital em suas patas, o que torna o nado mais rápido, contando também com o auxílio da cauda na hora do nado. Com focinho desenvolvido, o labrador possui excelente olfato e varia em três cores essenciais: amarelo, preto e chocolate.

Sobre o tema cores, temos duas curiosidades:

  1. Nem sempre todas as cores foram aceitas. Nos primórdios, os criadores davam preferência aos Labradores pretos, sacrificando os demais. Só no começo de 1.900 que a coisa começou a mudar e uma aceitação maior das outras cores aconteceu;

  2. Um estudo realizado pela Universidade de Sidney com 33.000 pets da raça Labrador descobriu que a probabilidade do Labrador chocolate ter doenças é maior do que as outras cores. Isso ocorre, segundo o estudo, porque a cor chocolate é proveniente de um gene recessivo, que quando presente em qualquer raça de cachorro pura torna o animal mais suscetível a doença e problemas de saúde.

Cuidados

Como já mencionado aqui na matéria, Labradores são dotados de muita energia e precisam se exercitar. Se você não dispõe de tempo para passear com seu pet, não pense em ter um labrador. Eles precisam de MUITO exercício e 20 minutos não serão suficientes. Labradores têm tendência a engordar, e, visando evitar a obesidade, sempre controle a dosagem de comida.

Sobre sua pelagem, apesar de curtos, ocorre uma intensa troca de pelos por ano. Portanto, é importante que ocorra a escovação regular no pelo - com material específico - para que os pelos mortos e soltos não incomodem o seu pet. Não é necessário fazer tosa, mas a paixão desta raça por água inspira alguns cuidados, tais como um banho de água doce para remoção de alguns resíduos que possam ficar na pele. A frequência de banhos o tutor pode conduzir de acordo com orientações veterinárias ou conforme necessidade, não há uma prática fixa estabelecida.

Infecções de ouvidos são comuns em Labradores, portanto, todo cuidado é pouco. Ok? Limpe bastante a região - com o cuidado aconselhável - após banhos e mergulhos. A boca é outra região bem sensível, que inspira cuidados e pode esconder tártaro e bactérias. É recomendável que escove seus dentes ao menos duas ou três vezes na semana.

Apesar de ser um cão com bastante energia ele também está vulnerável a algumas doenças, tais como predisposição à displasia coxofemoral e de cotovelo, catarata, atrofia progressiva de retina e miopatia da cauda. Mas não é para desespero! Mantenha a frequência nas consultas veterinárias e siga à risca as orientações. Assim, seu cãopanheiro seguirá firme e saudável.

Encantador, parceiro e um animal para guardar dentro do coração. Não foi à toa que o labrador tornou-se um dos cães mais queridos e amados em todo o mundo. E se você já tem um labralove em casa, que tal trazê-lo aqui na Black White Pet para a Tia Eloá verificar se está tudo bem com a saúde dele?

Aproveite o início do ano para deixar o seu pet com a saúde em dia. Nos faça uma visita e traga ele para conhecer o nosso espaço. Conte com a Black White Pet para o que você precisar, desde os serviços de veterinária. até as práticas de banho e tosa.

Gostou da matéria? Conte para nós! A gente fica muito feliz com a sua interação, viu?

Lambeijos e até a próxima!

Compartilhe com seus amigos:



Conheça outras raças da nossa série: Qual é a sua?


Chow Chow
Border Collie
Pastor Alemão
Yorkshire Terrier
Poodle
Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites