Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Raças de cachorro - Pug

Série: Qual é a sua?

Raças Caninas - Pug

Se você já assistiu ao filme MIB - Homens de Preto deve se lembrar de Frank, um alienígena disfarçado de Pug que fala, usa terninho e até cantarola I Will Survive, hit de Gloria Gaynor. Seus olhinhos expressivos e grandes, a carinha amassada por conta do focinho achatado, sua pequeneza e as ruguinhas pelo corpo fazem dele uma raça inconfundível.

Inteligente e brincalhão, é muito amoroso e apegado aos tutores. Ideal para quem mora em apartamento, pois é sensível às mudanças de temperatura e não exige muito espaço para queimar energia.

Origem

Raças de cachorro Pug: cachorro olhando para cima com a boca aberta

Um dos cães mais antigos do mundo, o Pug tem sua origem na China, na época da dinastia Han, em tempos ainda pré-cristãos, onde eram considerados verdadeiros membros da realeza.

Na época, havia três tipos de cães de focinho curto criados no país: o Lo-sze, o Pequinês e o Lion Dog, antecessores das raças Pug, Pequinês e Spaniel Japonês, respectivamente. Eles eram frequentemente cruzados entre si, nascendo descendentes com características variadas.

Com a ampliação dos negócios entre China e Europa, eles passaram a ser exportados para outros países. Primeiro a Holanda, depois a Inglaterra, onde caiu no gosto da monarquia. A própria rainha Vitória virou fã número 1 da raça e chegou a ter uma verdadeira matilha deles.

No início do século XIX, os Pugs ingleses se desenvolveram a partir de duas linhagens: os Willoughby, de pelagem mais escura, corpo magro e pernas alongadas; e os Morrison, de pelagem mais clara, porte robusto e compacto, mais parecidos com o Pug que conhecemos hoje.

Temperamento e personalidade

Amor, fidelidade e dedicação aos tutores: essas são as principais características do temperamento dos Pugs, classificados como cães de companhia pela Confederação Brasileira de Cinofilia - CBKC.

Raças de cachorro Pug: mulher brincando com seu Pug sobre as folhas.

Sociáveis, lidam bem com a presença de muitas pessoas, outros cães e até espécies diferentes de animais, como os gatos. Fiéis, acompanham os tutores pela casa toda e por isso exigem bastante atenção e tempo. Definitivamente não é o tipo de cachorro que pode passar longas horas sozinho.

Os filhotes são cheios de energia e precisam sempre de interação e estímulos. Além disso, aproveite este momento para iniciar o adestramento. Fique atento a tudo que estiver ao redor, pois Pugs são comilões e, sim, vão comer chinelos, almofadas e o que virem pela frente. Com o passar do tempo, eles tendem a ficar mais tranquilos (ufa!).

Descrição e aparência das Raças de cachorro Pug

De estrutura quadrada e robusta, o Pug tem a musculatura rígida. Seu peso varia entre 6 e 8 kg e a altura, entre 25 e 30 cm. A cabeça é proporcional ao corpo, com rugas na testa. Os olhos são escuros e bem redondos. O rabinho é enrolado e a pelagem é fina, lisa, macia, curta e brilhante.

Quanto à cor, somente duas são oficialmente reconhecidas: preta e bege, do mais claro ao mais escuro. No entanto, é possível encontrar Pugs pratas, brancos, chocolates e mesmo tigrados, além de albinos.

Cuidados

Os Pugs tem tendência ao ganho de peso e, normalmente, são bem gulosos e preguiçosos. Isso pode acarretar o surgimento ou agravamento de problemas respiratórios, além de sobrecarregar coluna, articulações e ossos. Assim, é indicada a prática de exercícios físicos leves: 40 minutos de atividades diárias, nos horários de temperatura mais amenas, são suficientes.

Como os Pugs tem os pelos curtinhos, não há necessidade de tosa. No entanto, seus pelos caem muito, o que exige escovações semanais e banhos que não devem exceder a frequência de uma vez por semana.

Raças de cachorro Pug: cachorro pug embaixo de um edredom no sofá.

Quem também requer muito cuidado são as dobrinhas tão características deste cãozinho. Para evitar o acúmulo de sujeira ou umidade, é essencial que sejam limpas com frequência com soro fisiológico e lenços, além de mantê-las sempre bem secas para impedir dermatites, infecções e o mau cheiro.

Os olhos saltados do Pug, por serem mais expostos, estão suscetíveis ao surgimento da síndrome do olho seco. Observe se há vermelhidão na região e se ele está esfregando o olho com a pata, a almofada ou a caminha, pois pode machucar.

Assim como o Buldogue Francês, o Buldogue Inglês, o Shih Tzu e outros, o Pug faz parte do grupo de cachorros que tem focinho achatado (síndrome braquicefálica), o que o torna mais sensível ao calor, frio e umidade intensos, além de dificultar a respiração, podendo causar roncos e demandando cuidados especiais indicados pelo médico veterinário.

Agora que você conhece um pouco mais desse adorável cão, pode se deleitar na companhia desse amigo de quatro patas tão brincalhão e afetuoso. Conte com os serviços da Black White Pet para cuidar do seu Pug!

Compartilhe com seus amigos:



Conheça outras raças da nossa série: Qual é a sua?


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvimento de Sites: Linking Sites