Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Sintomas da leptospirose em cães

Todo verão é, infelizmente, a mesma história: os noticiários nos informam das inundações e enchentes por toda parte, que, além de deixarem um rastro de tragédias, ainda expõem nossos peludos a uma série de doenças. Vamos falar sobre os sintomas da leptospirose em cães e como preveni-la para que seu pet permaneça saudável nessa época do ano.

A doença é muito grave e, sendo uma zoonose, ela pode passar dos animais para as pessoas. Em casos mais graves pode até ser fatal, tanto para eles quanto para nós. E como o clima quente e úmido ajuda a bactéria a sobreviver na lama e em poças d’água, ele acaba favorecendo a proliferação da enfermidade.

Transmissão da doença

Sintomas da leptospirose em cães: tutora com seu cão usando botas de chuva.

A leptospirose é uma doença que se desenvolve no organismo dos ratos de esgoto, que, ao urinarem, deixam a bactéria leptospira solta para ser levada pela água dos rios e dos córregos. É justamente por isso que o perigo aumenta em épocas de chuva.

A transmissão também pode acontecer por meio da placenta, mordedura ou ingestão de carne contaminada. O micro-organismo entra pelas mucosas (olhos, língua e boca) ou ferimentos de pele abertos.

Os cachorros, quando infectados, se tornam agentes transmissores da doença e um animal saudável pode contrai-la não só pelo contato direto com os fluidos (como vômito, fezes, xixi e saliva) de cães ou outros animais contaminados, mas também pelo contato com ambientes e objetos em que existam esses fluidos.

Sintomas da leptospirose

Existem vários tipos de leptospirose, da mais leve até a mais severa, cada uma delas atingindo certa parte do corpo do animal. Se em alguns casos, ela pode até passar despercebida pelos tutores, em outros pode levar o animal a óbito. Por isso, é importante prestar atenção a alguns sinais.

O cão pode apresentar vômitos e diarreia, perda de apetite, febre, urina muito escura (semelhante à cor da Coca-Cola) e úlceras bucais. Quando a doença ataca o fígado, isso se reflete na cor amarelada das mucosas dos olhos e da boca. Os rins também podem ser acometidos, levando o cachorro a uma insuficiência renal aguda, que pode chegar até a fazê-lo parar de urinar.

Cadelas prenhes pedem uma proteção maior, pois, se forem infectadas, podem sofrer aborto por causa da doença.

O importante é levar o pet ao veterinário imediatamente ao notar qualquer sintoma. O quanto antes a doença for diagnosticada, mais eficaz será o tratamento, além de ser possível identificar a vacina mais adequada para prevenir uma nova infecção.

Como prevenir?

Existe vacina contra a doença e ela sempre será a melhor forma de deixar seu cão protegido contra essa e muitas outras enfermidades. A polivalente V8 imuniza contra dois tipos de bactérias da leptospirose, enquanto a V10 protege contra quatro.

Quando o animal mora em uma região em que está mais exposto à presença de ratos, é essencial o reforço a cada 6 meses. Cães de apartamento também devem tomar o reforço, mas, neste caso, ele é feito anualmente.

Sintomas da leptospirose em cães: cachorro deitado na lama depois da chuva.

Além disso, redobre a atenção nos períodos chuvosos: poças de água, rios transbordando, enchentes, tudo isso são facilitadores de transmissão da doença. Atenção também a lugares com encanamento estourado ou praias com faixas de esgotos.

Como dissemos, a leptospirose é transmitida por meio da urina dos ratos. Assim, é essencial manter a limpeza da casa, eliminando lixo, restos de comida e tudo que possa atrair as ratazanas ou outros animais doentes.

Caso seu pet fique em um quintal, saiba que o pote de ração representa um verdadeiro atrativo para os roedores. Não o deixe exposto o dia todo e o recolha sempre após as refeições.

Tratamento

O tratamento da leptospirose canina varia de acordo com cada caso e é feito em ambiente hospitalar por causa do risco do contágio aos familiares.

Normalmente se faz uso de antibiótico para atacar a bactéria responsável pela doença. Outros medicamentos de suporte são usados também para tratar os sintomas que a doença desenvolve, além de suplementos e uma dieta específica especial.

Reconhecer os sintomas da leptospirose é muito importante, já que ela pode ser fatal. Como a doença se apresenta em várias formas, o ideal é estar sempre atento ao comportamento do seu pet para levá-lo ao veterinário imediatamente caso note alguma mudança. Lembre-se: ter um amigo peludo é muito mais do que ter uma companhia para brincar e amar, é também se responsabilizar pela saúde de um outro ser!

Compartilhe com seus amigos:



Você também vai gostar destas matérias:

A Black White Pet também compartilha informações importantes para você cuidar do seu bichinho com todo o amor que ele merece. Leiam estas matérias e fiquem atentos para identificar rapidamente algum sintoma que o seu Pet possa ter.


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites