Whatsapp
 
 
 
Home
Empresa
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Galeria
Blog
Contato
ˆ
Pata rosa Pet Black White Pet Guarulhos

Virose em cães e gatos

Imagem de um cachorro e gato com sintomas de virose

Cinomose, Parvovirose e Coronavirose: Cuidado com elas

Como vimos na última postagem do Blog da Black White Pet, a gripe causa uma dor de cabeça daquelas para nossos peludinhos e, consequentemente, para nós. Agora, imagine que viroses mais severas e devastadoras até que a própria gripe também são ameaças reais e acessíveis aos animais domésticos. Imaginou? Pois é, a verdade é que o seu cachorrinho ou gatinho não está livre de ameaças quase que invisíveis aos nossos olhos, mas bastante perceptíveis quando se instauram no corpo do animal e por lá ficam, causando uma série de males físicos e psicológicos não só a eles como a você, tutor, que vai sofrer um bocado ao lado do seu inseparável companheiro enquanto vocês dois travam uma difícil luta que poderia ter sido evitada.

Por questões diversas, as viroses são uma pedra no sapato na vida de nós, humanos. Na vida dos pets então... nem se fala. E quando o perigo é tão real e ameaçador, o mais importante está em entender como elas podem ser evitadas por meio do conhecimento mais aprofundado sobre as doenças que tais viroses desencadeiam.

Por isso, hoje falaremos das três mais frequentes nos animais, ensinando você a identificar os principais sintomas de cada uma. São elas:

Cinomose

Muito comum em filhotes, principalmente aqueles que ainda nem chegaram ao primeiro aninho, a cinomose é uma doença transmitida por um vírus extremamente resistente aos ambientes secos e frios, da família Paramyxovirus, gênero Morbilivírus. Podendo prejudicar vários órgãos do corpo e levar filhotes - e também cães adultos - à morte, ela é altamente contagiosa e requer atenção por não ocorrer em nenhuma época específica do ano, além de não optar por sexo ou raça.

A transmissão da cinomose acontece de duas formas: a direta, através do contato com secreções de animais que já são portadores da doença, e a forma indireta, quando o animal inspira o ar contaminado com o vírus ou então entra em contato imediato com algum objeto que está abrigando o vírus. Não é incomum que alguns bichinhos infectados sequer apresentem sintomas, algo que prejudica a percepção do tutor em notar se o pet está, de fato, infectado. Logo, a atenção acerca dos seus sintomas deve ser redobrada.

Mas, para aqueles que manifestam, estes são os principais:

  • Tosse (seca ou com mucosa)
  • Espirros frequentes
  • Febre
  • Falta de apetite
  • Indisposição
  • Vômitos constantes
  • Secreções nasais
  • Irritação e secreções nos olhos
  • Diarreia
  • Tonturas
  • Contrações involuntárias
  • Convulsões severas
  • Paralisia

Entretanto, os sintomas podem variar de pet para pet, assim como a evolução da doença. Há casos em que o cão não apresenta todos os sintomas listados e, ainda assim, a doença já se encontra em estágio avançado, mas podemos afirmar que o sintoma mais marcante é a contração involuntária dos músculos do animal, o que você poderá perceber através de movimentos esporádicos e um tanto sem lógica ou razão para acontecerem.

Coma, meningite, paraplegia ou tetraplegia são consequências que o cão portador da cinomose pode sofrer quando a doença já atingiu o sistema neurológico, sendo que é bem improvável o cão conseguir sobreviver ao coma e a meningite.

Parvovirose

Outro nome que dá medo, a parvovirose é tão comum, contagiosa e perigosa quanto a cinomose. Causada pelo vírus DNA, da família Parvoviridae, gênero Parvovirus, a parvovirose é uma das doenças mais avassaladoras e fatais que os animais podem contrair, sendo mais incidente em cães jovens do que em cães adultos ou idosos. Mais uma vez, os filhotinhos em condição bem vulnerável. Provocando sangramentos, vômitos e diarreias acompanhadas de cheiro desagradável e presença de sangue, é uma doença que ataca principalmente o aparelho digestivo do seu hospedeiro. Por conta disso, ela também é conhecida como enterite. Raças como Rottweiler, Dobermann e Labrador Retriever são mais propensas a contrair a doença, que se dá por meio do contato com objetos contaminados, fezes ou o ar do ambiente onde o vírus se desenvolveu. Entretanto, nenhum cão está livre do contágio.

Aqui estão seus sintomas mais relevantes:

  • Perda de apetite e anorexia
  • Letargia
  • Febre
  • Tosse seca ou com mucosa
  • Inchaço nos olhos ou conjuntivite
  • Sangue nas fezes
  • Sangue no vômito
  • Desidratação
  • Fezes escuras

A parvovirose é tão brutal que pode levar o cão ao óbito em apenas dois dias, a partir do contágio e aparecimento dos sintomas. Não por acaso seu tratamento exige isolamento e internação para casos mais drásticos. Exames completos e exames como hemograma e bioquímica ajudam a descobrir o quão grave é a doença.

Coronavirose

A gastrointerite contagiosa dos cães ou coronavirose é transmitida pelo vírus Corona e afeta não só cães como também gatos, bovinos e humanos. É uma das patologias mais virais e sérias que existem, não só pelo alto contágio como por afetar de forma destruidora o intestino do animal infectado. O Corona, seu vírus transmissor, apesar de ter sido observado inicialmente em frangos, faz os cães de vítimas mais comuns.

É constantemente confundida com a parvovirose por apresentar sintomas parecidíssimos com ela, tais como diarreias, falta de apetite e presença de febre alta. E sua contaminação possui a mesma semelhança, pois ocorre através do contato de cães com alimentos contaminados, fezes e secreções de animais que já estão doentes.

Os primeiros sinais da doença podem ser bem leves, surgindo nos cachorros entre três e sete dias após o contágio e, em alguns casos, melhorando após alguns dias, ainda que sem tratamento adequado. E é aí que mora o problema, uma vez que tal característica pode fazer com que o tutor entenda que a doença já foi superada e ser pego de surpresa com uma piora considerável do pet, que pode levá-lo ao óbito sem mais, nem menos.

Eis os seus sintomas:

  • Diarreia em forma de jatos
  • Fezes líquidas, de cor alaranjada e sem odores
  • Cólicas intestinais
  • Vômito constante
  • Falta de apetite
  • Febre
  • Desidratação
  • Anemia
  • Indisposição
  • Lacrimejamento nos olhos

Cães e gatos que estejam em situação mais grave podem falecer mediante a desnutrição e desidratação causadas pela doença, que ataca a faixa etária mais jovem e também a mais idosa, frisando que cães e gatos SRD (Sem Raça Definida) aparentam ser mais resistentes a coronavirose.

Prevenção

Lembra que todas essas doenças possuem uma inimiga extremamente poderosa? Desconfia quem seja? Bom, quem pensou na vacinação está corretíssimo. Vacinar o pet não é apenas uma rotina que deve ser respeitada, ela é uma prática que pode salvar a vida do seu animal. Por isso, jamais abra mão de manter o seu pet, desde os primeiros dias de vida até os últimos, protegido e vacinado.

Para cada doença que citamos no post há um tipo específico de vacinas que contribuem na prevenção e tratamento caso o bichinho já esteja com a doença instaurada no corpo, sendo a V10 uma das mais fundamentais. Contudo, o único profissional que pode pontuar com propriedade sobre todas elas, frequência, periodicidade e relevância é o nosso amigo veterinário. Ele é o profissional responsável pela orientação adequada e responsável, bem como mediador e condutor dos tratamentos, diagnósticos e provisões a partir de cada caso específico que apresente os sintomas da cinomose, parvovirose e coronavirose.

Novamente, a Black White Pet relembra que se você precisar de veterinário em Guarulhos, a Tia Eloá está à sua disposição e do seu peludinho querido. Aplicando todas as vacinas indispensáveis à vida do pet graças ao efeito preventivo promovido por elas, consultas precisas, exames laboratoriais, acompanhamentos e análises personalizadas de acordo com a situação do pet, nós faremos pelo seu parceirinho tudo que for preciso para que ele não passe por nenhum sufoco ou dificuldade. Não espere que os sintomas se agravem. Pintou a dúvida, ou sentiu que o seu animal está diferente, apático, sem fome e tantos outros sinais que trouxemos hoje na matéria? Então, ligue o quanto antes para a Black White Pet e agende uma consulta.

Vamos descobrir e aplicar, juntinhos, todos os procedimentos que evitarão maus bocados entre você e o seu pet, tão amado e precioso. Aqui, a gente se importa e trabalha com muito amor e responsabilidade para que nossos clientes tenham uma vida saudável, feliz e sossegada.

Viver é tudo de bom – para você e o seu amigão!

Nosso endereço

Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP

Nossos telefones

(11) 2425-2935
(11) 4803-7000

Nosso AUtsapp

(11) 97101-4379


Compartilhe com seus amigos:


Home
Banho e Tosa
Creche e Hotel
Veterinário
Blog
Contato
Logo da Black White Pet

Black White Pet
Rua Santa Izabel, 253 - Vila Augusta - Guarulhos/SP
Fone: 4803-7000 / WhatsApp: 97101-4379
© 2017 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites